Vós

menu
Colunas

[Sou do Ceará] - 11 coisas que só quem é de Juazeiro do Norte sabe

Por Jari Vieira
07.fev
2017

Juazeiro do Norte é uma cidade localizada na região sul do estado do Ceará. Quem nasce por lá pode até sair da cidade, mas é fato que a cidade nunca sairá de um juazeirense nato. Conhecido pela fé de seus habitantes e pela devoção por Pe. Cícero, o município tem uma série de curiosidades que só quem é de lá sabe. Como…

1. Dar três voltas na Bengala da Estátua do Pe. Cícero

É comum, ao visitar a Estátua do Pe. Cícero que fica localizada na colina do Horto em Juazeiro do Norte, dar três voltas ao redor da Bengala como forma de agradecimento por ter chegado até ali, e também como uma maneira de cumprir um ritual.

2. Assistir a Missa de Chapéu

No encerramento de toda Romaria é tradição em Juazeiro do Norte os Romeiros e quem estiver presente, assistir a última missa do evento com o chapéu na cabeça, e no final abaná-lo como sinal de agradecimento.

3. Comer no Restaurante Coisas do Sertão

O restaurante é tradicional e fica localizado na Av. Pe. Cícero, no caminho entre Juazeiro e Crato. O lugar é todo decorado com objetos antigos, rádios, TV’s, paredes de barro… E a comida é a típica, com toda variedade de pratos, desde o baião de dois com ovo a uma galinha a cabidela.

4. Chamar Refrigerante de Caju de Cajuína e tomar bem gelado

O nome verdadeiro é Refrigerante de Cajú, mas em Juazeiro ninguém chama assim. É Cajuína, que por sinal, bem gelada, é o melhor refrigerante do Cariri.

5. Acompanhar as procissões decorrentes das várias Romarias que acontecem ao longo do ano

Pelo menos quatro vezes no ano acontecem Romarias em Juazeiro: Candeias (02 de fevereiro), Morte do Pe. Cícero (20 de Julho), Nossa Senhora das Dores (15 de Setembro) e Finados (02 de Novembro). Com mais de 500 mil pessoas peregrinando pela cidade, é impossível ficar de fora. O bonito é apreciar, participar e, no meu caso, fotografar. Talvez seja um dos melhores laboratórios para os amantes da fotografia.

6. Se acostumar a ver arte, artesãos e cultura popular em cada canto da cidade

Quem é do Cariri sabe que é de costume ver artesãos de todos os tipos fazendo arte, desenhos e esculturas por todos os cantos das cidades. Um dos principais lugares que reúne boa parte desses artistas é o Centro Cultural Mestre Noza, na Rua São Luís, em Juazeiro do Norte.

7. Dar uma volta no Passeio das Almas

Algumas vezes durante o ano a parte superior da Igreja do Franciscano, localizada no bairro São José, é aberta para visitação pública, geralmente na época das Romarias. Como fica fechada durante o resto do ano, os populares passaram a chamar de Passeio das Almas.

8. Já tomou o Bálsamo da Vida

A Receita é do Pe. Cícero, mas hoje é vendido exclusivamente na Farmácia dos Pobres na Av. Pe. Cícero, em Juazeiro. E o Bálsamo serve pra tudo! Quando criança tomava pra dor de barriga, dor de cabeça, passava no machucado, ferida… Enfim, é mesmo um santo remédio.

9. Sabe o que é ter uma 25 de Março na Rua São Pedro

O Mercado Central de Juazeiro do Norte é uma pequena mostra de um lugar onde se vende de tudo: panela , temperos, relógio, brinco, pulseira, óculos, roupa… Tudo o que você imaginar. É como se fosse uma 25 de março (que fica em São Paulo) dentro de um mercado em Juazeiro do Norte (que fica na Rua São Pedro).

10. Conhece o Santo Sepulcro

Santo Sepulcro é um lugar onde o Pe. Cícero ia para meditar e rezar. O acesso ao local não é muito fácil, mas atrai muita gente em busca de reza e passagem pelas brechas das características pedras existentes ali. O Santo Sepulcro fica localizado na Colina Horto, a alguns quilômetros da estátua do Pe. Cícero.

11. Crajubar

Só quem é do Cariri sabe o que é acordar no Juazeiro, almoçar no Crato e dormir em Barbalha. É que as três cidades da região do Cariri são muito próximas, o que permite ao Juazeirense morar em uma, trabalhar em outra e se divertir na outra.

Colaboradores

Jari Vieira

Jari Vieira

Ver Perfil

Nascido em Juazeiro do Norte é professor universitário dos Cursos de Comunicação e Design da Unifor, Fa7 e Fic há 15 anos, Fotógrafo e Documentarista. Gosta de documentar e fotografar a cultura popular, o sertão e o interior do estado do Ceará. Seus alunos o conhecem pelo bordão Sucesso. E pra não perder o costume Sucesso Mundial.

Comentários

Quer conhecer mais histórias como esta?


Cadastre seu email abaixo para receber matérias, novidades, eventos, e outras informações na sua caixa de email.

fechar