Vós

menu
Colunas

[Deu Certo] - Os 5 elementos que fazem a primeira cervejaria artesanal do Ceará

Com Wellington Alves Por Leilane Freitas, Igor de Melo

Acredita em Vós

30.nov
2017

Aqui na coluna Deu Certo já vimos as mais diferentes histórias de empreendedorismo. De pai e filha, amigos, irmãos e casais parceiros na vida e nos negócios. Tem gente que fez uma ideia mirabolante virar algo completamente inovador para o mercado e outros que encontraram nesse mundo uma maneira de enfrentar dificuldades. Dessa vez, Vós conta a trajetória de Wellington Alves e sua paixão por cervejas artesanais que foi inspirada, principalmente, pelo nascimento do seu primeiro filho.

Formado em medicina pela Universidade Federal do Ceará (UFC), o cirurgião teve seu primeiro contato com cervejas artesanais em uma viagem para a Bélgica em 2010. Nesse mesmo ano começou sua residência médica em São Paulo e lá mergulhou de vez nesse universo e descobriu a arte de fazer a sua bebida favorita em casa.

Ansioso com o nascimento de Davi, seu primeiro filho, em 2013 Wellington deu início a sua primeira criação como mestre cervejeiro. Suave e com um toque cítrico, a cerveja tem um estilo conhecido como American Pale Ale. São essas as características que fazem a Davi e Golias, que foi produzida em homenagem ao primogênito e a esse momento tão especial de sua vida.

E ele pegou gosto mesmo! Antes mesmo do filho chegar ao mundo, Wellington criou outras três cervejas, tudo dentro do pequeno apartamento onde vivia com a esposa. Quando voltou para Fortaleza, reencontrou amigos que tinham a mesma paixão por cervejas artesanais. “A gente observou que muita gente consumia cerveja de maneira geral, já as artesanais ainda eram um mercado muito novo, porém com um consumo significativo. As pessoas tinham uma certa dificuldade pra encontrar esses produtos, tinham que importar ou comprar por um preço muito alto”. Foi então que nasceu a 5 Elementos Cervejaria Artesanal. Wellington uniu seu conhecimento em cultura cervejeira e receitas com a expertise na área comercial e financeira dos quatro amigos e sócios: Abaeté Neto, Eduardo Lima, Ricardo Kiodi e Francisco Barroso.

“Cerveja é tudo cerveja, mas cada uma tem seu propósito. O conceito do artesanal é que ele vem pra romper as barreiras desse consumo meio que desenfreado que grandes impérios comerciais nos impõe. Por exemplo, você é o cara mais descolado da turma e só consome coisa orgânica, mas vai no bar da esquina e toma cerveja de uma empresa que é a mais rica do mundo. Isso não tem muito sentido se você pode consumir algo local e fresco, feito por um produtor local e que emprega, proporcionalmente, bem mais pessoas. Esse é o conceito básico de qualquer produto artesanal e a cerveja entra nisso”.

A 5 Elementos vende cerca de 6 mil litros de cerveja por mês para bares, restaurantes, lojas, hamburguerias e estabelecimentos que trabalham com produtos artesanais. “Acabamos de fechar parceria com uma grande rede de supermercados. Só em Fortaleza, salvo engano, são 30 pontos diferentes e estamos também no Eusébio. No interior a gente tá em Itapipoca, Quixadá, Juazeiro e Sobral. Fora do estado estamos em praticamente toda a região sul e sudeste, um pouco no centro-oeste, no norte do país também e no nordeste quase todo”.

O bar e a fábrica funcionam no mesmo endereço. Por lá, o processo de fabricação das cervejas artesanais é muito semelhante ao das grandes indústrias. Os insumos usados são os mesmos (água, malte, lúpulo e levedura) e os processos são muito parecidos. O que muda é a automatização e volume. “Hoje a nossa cozinha é de 250 litros e nós fazemos duas levas por dia, ou seja, conseguimos fazer 500 litros de cerveja por dia, enquanto uma grande cervejaria faz 100 vezes mais que isso ou até mais”.

São 14 torneiras onde as cervejas são engatadas e servidas frescas. “Ela sai do tanque fermentador, vai para a câmara fria e em seguida para as torneiras. Mais fresco impossível, porque a cerveja não levou choque térmico, não levou calor, não foi sacudida no caminhão, nada”. A 5 Elementos tem 28 rótulos registrados; desses, apenas 10 são vendidos para outros estabelecimentos, os outros só serão encontrados, sazonalmente, no próprio bar da 5 Elementos. Tudo isso para garantir exclusividade para os clientes.

A cervejaria também faz produções colaborativas com outros grupos do ramo. O objetivo daqui pra frente é continuar essas parcerias e ganhar cada vez mais o mercado. Os 5 elementos que fazem a cerveja (4 ingredientes e o mestre cervejeiro) estão a todo vapor em consonância com os 5 amigos e sócios que não cansam de inovar.

Serviço

5 Elementos Cervejaria Artesanal
Av. Cel. José Philomeno Gomes, 1152 – Eng. Luciano Cavalcante
Facebook /5elementoscervejaria
Instagram: @5elementoscervejaria

Colaboradores

Leilane Freitas

Leilane Freitas

Ver Perfil

Já se aventurou pelo mundo do teatro e da dança. Escrevia no jornal da escola mas ainda não sabia que escolheria isso como profissão. Acredita no jornalismo como uma maneira de mostrar o lado positivo dos pequenos detalhes da vida. Procura enxergar coisas boas em tudo, mesmo nas piores intenções. Decidiu escrever porque, aparentemente, falar sozinha não parece ser coisa de gente em sã consciência.

Igor de Melo

Igor de Melo

Ver Perfil

É fotógrafo profissional desde 2008. Já passou pela fotografia de esportes, cobertura social, fotojornalismo, publicidade, documental e autoral. Continua em todas. É apaixonado por esportes de ação, tatuagens, retratos e pessoas. Crê que vai conseguir contar as histórias que quer, surfar na Indonésia e viajar com a esposa.

Comentários

Quer conhecer mais histórias como esta?


Cadastre seu email abaixo para receber matérias, novidades, eventos, e outras informações na sua caixa de email.

fechar