Vós

menu
Inovar para Crescer

Estremecendo a Barra ao som do metal

Com Cristiano Praxedes Por Jonathan Silva, Igor de Melo, Gabriel Lage

Acredita em Vós

03.out
2019

Underground, no dicionário cultural, se refere ao que está no oposto da tendência, do popular, do que está “em alta na mídia”. O heavy metal, com seu timbre intenso e temática sombria, se enquadra na definição. É no salão subterrâneo do Praxedes Bar, na Barra do Ceará, que bandas cearenses e de outros estados se reúnem para fazer jus à representação visual – e sonora – do que é estar no underground.

O salão é só uma parte do que faz o todo do Praxedes Bar. Acima, na sacada, há sinuca, caveiras de boi no parapeito e quadros vintage nas paredes. Do lado de fora, no corredor, mais cadeiras com gente esperando as bandas e barracas de hambúrgueres e camisetas de rock para venda. Enquanto o público aguarda os shows, vídeos de metal são exibidos no telão do bar. E circulando por todos esses ambientes está Cristiano Praxedes, dono do lugar e fã devoto de metal.

De camisa preta com a logo da banda Funeratus, ele confere o som, organiza as mesas com os funcionários e recepciona quem chega na portaria. “O legal de ter montado um bar é a repercussão. A galera chegar junto e dizer que o bar tá massa, legal, que o Praxedes Bar é um dos bares mais massas de Fortaleza.”

Criado em fevereiro de 2016, o bar foi sendo despretensiosamente montado por Cristiano, somando o rock e o metal com outro elemento. “Eu fazia cerveja e queria montar um bar pra mostrar minha cerveja pros amigos e tal. Hoje ele foi tomando um outro rumo, que foi mais pro lado do metal e do rock que eu já curtia. Aí fechamos o ambiente, botando bandas covers e autorais do Ceará.”

O bar, petiscaria e micro cervejaria (como resume a logo no Facebook) funciona no terreno da família de Cristiano. Na casa de dois andares moram Cristiano com sua mulher e duas filhas, além de sua mãe, que é sócia do filho e a responsável pela cozinha. Toda a estrutura do bar foi montada no que antes era um terreno acidentado. O pai de Praxedes, que era caminhoneiro, estacionava o caminhão na lateral da casa, onde agora ficam as mesas; e sua antiga oficina foi transformada no espaço onde hoje acontecem os shows.

Formado em Mecatrônica, Cristiano mantém o bar ativo nas noites de sexta e sábado e nas tardes de domingo. São os horários livres do seu trabalho como técnico em Mecatrônica numa empresa de energia eólica. Na época em que ainda era espectador, Cristiano percebia que a cena rock estava ativa em áreas distantes de parte do público.

“A galera tinha essa necessidade porque sempre tinha que se movimentar mais pro lado central de Fortaleza, e até do lado mais central não tava mais rolando.” Boa parte dos festivais e demais eventos aconteciam pelo Centro e Praia de Iracema, pontos distantes de quem mora na periferia ou região metropolitana.

Com a descentralização dos espaços, Cristiano se destacou por oferecer atrações a um público específico, assim como trabalhar no relacionamento direto. “Aqui o pessoal sempre chega com novas ideias e vamos filtrando, claro.”

Sextas e sábados há shows de bandas covers pela noite, com a estrutura de cozinha e bar também funcionando. Na tarde de domingo, todas as mesas ficam na parte de cima, já que rolam os festivais com bandas autorais no salão, alcançando cerca de 100 pessoas. “Montamos os festivais dessa forma: com os produtores, comigo também produzindo e essas bandas covers na sexta e sábado.”

De 2016 até hoje, mais de 80 bandas já se apresentaram no palco do Praxedes. “Isso só as autorais, fora todas as bandas de cover em Fortaleza que tocaram aqui.” Aos domingos, entre quatro a cinco bandas se apresentam de tarde até a noite. Bandas do circuito nacional e as bandas locais, como a Réu Podre, também da Barra do Ceará. A expectativa é a chegada de bandas estrangeiras.

Do início para cá também houve muito investimento, festival, tributos, cerveja, novas parcerias, riffs pesados e muito bate cabeça. Cristiano conheceu mais gente do que no começo do ponto, e sua mente não deixa de funcionar como fã. “Eu gostaria de trazer o Krisiun (banda de death metal do Rio Grande do Sul). A porrada ia ser tão grande que iria tremer a Barra do Ceará”. Nada que o bairro já não tivesse sentido antes.

SERVIÇO

Praxedes Bar

Endereço: R. Manuel Moura, 405, Barra do Ceará – Fortaleza/CE
Telefone: (85) 98965-5514
Facebook: @praxedesbar
Instagram: @praxedes_bar

Colaboradores

Jonathan Silva

Jonathan Silva

Ver Perfil

Garoto diferentão do Bom Jardim, entrou no Jornalismo com a intenção de escrever sobre música, uma paixão herdada da mãe. Hoje usa essa ferramenta para escrever sobre o cotidiano, a cidade, pessoas especiais, artes, fatos marcantes e a luta nossa de cada dia pela dignidade. Se não fosse jornalista, com certeza seria um astro insano do rock.

Igor de Melo

Igor de Melo

Ver Perfil

É fotógrafo profissional desde 2008. Já passou pela fotografia de esportes, cobertura social, fotojornalismo, publicidade, documental e autoral. Continua em todas. É apaixonado por esportes de ação, tatuagens, retratos e pessoas. Crê que vai conseguir contar as histórias que quer, surfar na Indonésia e viajar com a esposa.

Gabriel Lage

Gabriel Lage

Ver Perfil

Cearense, empresário, filmmaker e fotógrafo. Acadêmico de audiovisual pela Unifor. Fã de Star Wars e dos anos 80.

Comentários

Quer conhecer mais histórias como esta?


Cadastre seu email abaixo para receber matérias, novidades, eventos, e outras informações na sua caixa de email.

fechar