Vós

menu
Escondidinho

Tiamate Coffee: um gostinho moderno no coração de Fortaleza

Com Leônidas Macena Por Leilane Freitas, Gabriel Gonçalves
08.jun
2017

Foi caminhando que fui abordada por um garoto que entregava panfletos. A gente se depara com inúmeros nas ruas do centro da cidade, muitas vezes até ignoramos, mas esse estava empenhado em chamar atenção. E conseguiu!

Um encontro inusitado aconteceu sob o sol da capital alencarina. Quem poderia prever um dragão e uma deusa, o tradicional e o moderno se unirem para dar nome, forma e sabor para uma cafeteria pertinho da Praça do Ferreira?

Recém inaugurado, escondidinho na Rua Floriano Peixoto e cercado por prédios históricos, o Tiamate Coffee chama atenção de quem passa em frente a ele. O que exatamente seria esse lugar que exala cheirinho de novo, de café e que, principalmente, instiga tanto a nossa curiosidade?

Não é pra menos! O estilo moderno e as cores sóbrias da fachada do lugar vão de encontro a toda a confusão que é o centro de qualquer metrópole – principalmente a nossa, né?

A proposta do Tiamate é trazer um novo estilo de consumo para solo cearense. O diretor executivo, Leônidas Macena, foi buscar inspiração nas cafeterias express dos Estados Unidos, comuns em algumas cidades brasileiras como São Paulo. Mas a gente daqui só sabia o que era isso se saísse da nossa terrinha pra conhecer. Agora não precisa mais.

“Quisemos trazer velocidade para quem trabalha em escritório, em bancos ou pra quem tá sempre com pressa. Nos inspiramos em um público que realmente precisa correr contra o tempo, que precisa pegar um café, rapidamente, consumir ou já sair bebendo na rua pra não chegar atrasado no trabalho”.

O nome e a identidade visual da cafeteria partiu do presidente da empresa, Diego Monteiro. O que torna o lugar ainda mais peculiar. Uma criatura lendária e uma divindade mitológica são os novos moradores do centro de Fortaleza. Tiamate foi baseado no dragão de um famoso desenho e jogo de RPG dos anos 1980, Caverna do Dragão, e na história da deusa babilônica Tiamat. O desenho exposto na fachada, nos copos e nas paredes é uma junção dos dois.

O cardápio

Mesmo com um estilo mais moderno, claro que não podia faltar o bom e velho café expresso – um agrado para os gostos mais tradicionais. Tem cappuccino no estilo original, como é feito na Itália – com leite e espuma de leite – diferente daqueles prontos, em pó.

Para comer, são oferecidas opções de bolos, pão de queijo, empadas e croissants para fazer um par perfeito com a bebida escolhida pelo cliente.

O Tiamate traz muitas referências internacionais nos produtos e também tem criações próprias. “Os Tiamatinos são exclusivos. São bebidas que tem a base de café e a versão Cream que é sem café.Se assemelham muito a um milk shake, porém não levam sorvete na composição. É basicamente um creme feito com chantilly e batido com calda de morango ou chocolate. O Tiamatino Coffee leva gelo, leite, café, base em pó (que é um segredo nosso), essência, que pode ser de baunilha, avelã e caramelo, calda ou recheio. São bebidas refrescantes que se adaptam super bem ao Nordeste. Pra quem gosta do amargor do café e procura uma bebida gelada, a gente oferece essas opções”.

Ainda no estilo das cafeterias express estadunidenses que inspiraram o Tiamate Coffee, as bebidas são servidas em copos descartáveis customizados, já pensando em oferecer praticidade ao seu público. O atendimento é feito direto no balcão e, assim que o pedido fica pronto, o cliente é chamado pelo nome.

A gente ainda gosta do cafézinho preto do carrinho da esquina, da tapioca com queijo e do cuscuz. Mas quem disse que, vez ou outra, não queremos experimentar um pouco do que é feito mundo afora?

Serviço

Tiamate Coffee Centro
Rua Floriano Peixoto, 484 – Centro
Contato: 3209.2000
Funcionamento: Segunda – Sexta: 08:00h – 19:00h  e Sábado: 07:30h – 18:00h
Site: tiamate.com.br
Facebook: /tiamatecoffee
Instagram: @tiamatecoffee

Colaboradores

Leilane Freitas

Leilane Freitas

Ver Perfil

Já se aventurou pelo mundo do teatro e da dança. Escrevia no jornal da escola mas ainda não sabia que escolheria isso como profissão. Acredita no jornalismo como uma maneira de mostrar o lado positivo dos pequenos detalhes da vida. Procura enxergar coisas boas em tudo, mesmo nas piores intenções. Decidiu escrever porque, aparentemente, falar sozinha não parece ser coisa de gente em sã consciência.

Gabriel Gonçalves

Gabriel Gonçalves

Ver Perfil

É fotojornalista desde 2008, tendo passado pelos três maiores jornais de Fortaleza. Trabalha com cinema, tenta ser músico, e à noite é facilmente encontrado servindo cerveja em alguns vários bares da capital alencarina. Atualmente atua como freelancer e em parceria com coletivos de produção audiovisual, ONG's, e entidades de direitos humanos. Acredita que a fotografia é meio e fim para a revolução social.

Comentários

Quer conhecer mais histórias como esta?


Cadastre seu email abaixo para receber matérias, novidades, eventos, e outras informações na sua caixa de email.

fechar