Vós

menu
Mora

Um jardim urbano em plena selva de concreto

Com Rafaella Ribeiro Por Jonathan Silva, Igor de Melo
14.nov
2019

O crescimento vertical da cidade entrega prédios altos, lares em concreto, uma vida estabelecida em poucos metros quadrados de apartamentos fechados, com vista para – em muitos casos – outros prédios similares em formato e tamanho. Mas, se até a grama força brechas no chão de cimento das ruas e teima em ser verde onde predomina o cinza, com vontade, um jardim também pode ser cultivado em estruturas onde não há solo para fincar raízes.

Dentro de um apartamento, esse jardim pode estar distribuído em jarros. Dos menores aos maiores. Os jarros podem estar nas paredes, mesa de jantar, estante, sala de estar, ao lado da cama, suspenso no teto e ao lado da janela, tomando sol. Não é complicado imaginar esse cenário quando se conhece a jardineira e paisagista Rafaella Ribeiro. Apaixonada por plantas, ela leva o verde para qualquer lugar que vá. Não só como decoração, mas também como laboratório e meio de vida.

Na sua última residência, num condomínio de 130 metros quadrados no bairro de Fátima, Rafaella distribuiu cerca de 130 vasos de plantas pela casa, da porta de entrada ao quarto de casal. Quando chegou ao apartamento, há três anos, levava consigo apenas um jarro de palmeira ráfia. Atualmente, entre as centenas de vasos que possui, há jibóias verdes, palmeiras, cactos, suculentas, sansevierias, dracenas baby, monsteras e boldo, a única erva aromática da casa.

A decoração “tropigótica” (uma junção de tropical com gótica, como algumas pessoas definem o estilo de Rafaella) segue um casamento de personalidades. A jardineira está interligada com o marido, Márcio Benevides, professor e músico, conhecido por ter integrado a banda gótica Plastique Noir. Entre os dois, há o filho Edgar, batizado em homenagem ao escritor americano Edgar Allan Poe.

O estilo hippie-boêmio de Rafaella se alinha com a estética dark de Márcio. Mas quem bota a mão na massa para organizar tudo, de mexer nos vasos a pintar as paredes, é Rafaella. A janela da sala de estar fica a oeste do sol. Durante a tarde, quando fica aberta, deixa a luz entrar e iluminar não só os vasos, mas também os quadros de ícones da cultura pop e os móveis de madeira.

A organização das plantas por Rafaella segue a necessidade das próprias plantas. “Se eu colocar uma planta no local que tenha, por exemplo, uma necessidade climática de sombra e eu coloco no sol, ela vai morrer.” Do lado da poltrona da sala, uma dracena baby já perto de morrer resiste com pouco verde. “Tô tentando recuperar”, lamenta a paisagista.

Estando seca e morta, a planta deve ser retirada. “Atrai más energias”, e Rafaella está conectada a isso. Em sintonia com o feng shui (técnica oriental para harmonizar o ambiente através da organização/decoração), a casa busca energia da vivacidade das mudas. Segundo ela, até o mau-olhado de quem vem de fora e fica com inveja desestabiliza o equilíbrio da casa.

Essa busca de energia vai além da superstição. Há três anos Rafaella enfrentou a depressão pós-parto, um período delicado onde tudo parecia mais cinza e nada tinha cor. A solução veio aos poucos, com a entrada do verde no seu ambiente. “Era algo que me energizava, pois não tinha força para nada, às vezes não queria me levantar da cama.” Com o tempo, a relação familiar foi melhorando e o que começou como terapia virou também uma forma de trabalho.

Da porta da casa para fora

Pelo Instagram, Rafaella começou a publicar imagens do seu jardim urbano. As postagens deram corpo à retomada da carreira com design de interiores, uma área da qual Rafaella estudou durante dois anos. Como muitos dos seguidores queriam realizar o mesmo em suas casa, e Rafaella já tinha conhecimento técnico, decidiu criar o Monstera Jardim Urbano.

O nome tem conexão em mais de um sentido. “Monstera é um tipo de planta, a costela-de-adão, super conhecida. Monstera porque vem de monstruosa (risos) e eu também sou muito grande. Eu gosto de monstros e nós temos aqui em casa afeição por filmes de terror.” A página tem, até o momento, mais de 3 mil seguidores. E muitos pedidos de conselhos.

“As pessoas perguntam como fazer e eu digo ‘me contrate’.” Na consultoria há autonomia para criar, uma vez que o cultivo depende da atenção de quem irá cuidar das plantas. Rafaella ensina noções de regagem e adubo com base no que estuda sobre botânica. O que mais move a procura das pessoas é o resgate pelos afetos e memórias de ter um clima arborizado em casa, geralmente relacionado com casas de interior ou sítios. O que começou no ambiente familiar foi estendendo raízes em outros terrenos.

Após uma interdição da Defesa Civil que identificou riscos no prédio onde fica o apartamento da reportagem, Rafaella e a família tiveram que se mudar para outra casa. Mas a possibilidade de mudança já estava em análise antes. “Eu vou levar. E quem vai levar sou eu! Vão ser algumas viagens”, garante a jardineira, sobre como vai transportar todos os vasos. As raízes do Monstera Jardim Urbano são tão flexíveis como o ditado inglês que anuncia que “pedras rolantes não criam musgo”.

SERVIÇO

Monstera Jardim Urbano
Instagram: @monsterajardimurbano
E-mail: monsterajardimurbano@gmail.com
Telefone: (85) 9 9792-8210

Colaboradores

Jonathan Silva

Jonathan Silva

Ver Perfil

Garoto diferentão do Bom Jardim, entrou no Jornalismo com a intenção de escrever sobre música, uma paixão herdada da mãe. Hoje usa essa ferramenta para escrever sobre o cotidiano, a cidade, pessoas especiais, artes, fatos marcantes e a luta nossa de cada dia pela dignidade. Se não fosse jornalista, com certeza seria um astro insano do rock.

Igor de Melo

Igor de Melo

Ver Perfil

É fotógrafo profissional desde 2008. Já passou pela fotografia de esportes, cobertura social, fotojornalismo, publicidade, documental e autoral. Continua em todas. É apaixonado por esportes de ação, tatuagens, retratos e pessoas. Crê que vai conseguir contar as histórias que quer, surfar na Indonésia e viajar com a esposa.

Comentários

Quer conhecer mais histórias como esta?


Cadastre seu email abaixo para receber matérias, novidades, eventos, e outras informações na sua caixa de email.

fechar