Vós

menu
Escondidinho

John Bar Ponto: um lugar pra chamar de amigo

Com Rafael e Fernanda Iori Por Felipe Gomes, Igor de Melo
09.mar
2017

Logo ali, na Oswaldo Cruz, o bar, escondidinho, aconchegante e cheio de personalidade, chamou nossa atenção 

Todo mundo tem um amigo daquele tipo agregador, bom de papo, engraçado, que curte falar sobre séries, viagens, um típico gente fina mesmo, saca? Um cara com quem você sempre pode contar pra um fim de semana, um happy hour, pra tomar uma bebida honesta e até pra um almocinho esperto no meio do expediente.

Mas esse cara também pode ser misterioso, daqueles que preferem ficar meio escondidinhos pra sustentar o charme. Ele é o John. E só isso mesmo e isso tudo ao mesmo tempo. Sem frescura, sem formalidades, é John e ponto.

Nome próprio

Esse amigo, quase materializado em forma de camaradagem, é, na verdade, um bar pensado a partir do conceito criado pelo publicitário Paulo Azevedo, um dos sócios do John Bar Ponto. A ideia de personalizar o bar é levada à sério e serve como inspiração para a decoração, composição do cardápio e até para a música do local que alterna entre dias com DJ e um blues ao vivo.

Há oito anos no mercado, Rafael Iori, um dos mais renomados chefs da cidade, é o outro sócio e explica como veio a ideia de abrir o bar. “O Paulo trouxe a ideia de São Paulo e falou com a gente. Começamos a procurar um local. Isso em Outubro. Em janeiro inauguramos”.

Nesse meio tempo, alguns perrengues deram um sabor todo especial ao projeto. Fernanda Iori, gerente do local e esposa de Rafael, lembra que fez diversas entrevistas no final de 2016 e no começo do ano a maioria dos profissionais selecionados já não estavam mais disponíveis. “Quando a gente foi ligar, cadê? Não tinha mais ninguém. As pessoas pensavam que éramos loucos, porque pra você abrir um bar assim do dia pra noite ou você é muito rico ou as pessoas vão achar que você é louco”. De todos, apenas um acreditou no projeto até o fim.

Bruno Santiago é o barman do local e foi o único a permanecer fiel ao projeto. É dele a responsabilidade de dar o tom na alma da casa: a bebida. Os drinks, por sinal, também falam muito sobre o amigo personificado em bar. Color John, Spice John e a grande atração, o John Snow (Afinal, ele ama séries, lembra?).

Segundo Rafael, a ideia é se “desgourmetizar” com o tempo. O chef confessa que o John, enquanto bar, ainda tem muito a ensiná-lo, principalmente no que diz respeito às diferenças com um restaurante.

Apesar de “desgourmetizado”, no bar não se abre mão da boa comida. Entre as possíveis pedidas estão as famosas coxinhas da casa (de charque e frango). A bruschetta de carne do sol com pesto de coentro é o acompanhamento que lembra o lado italiano do chef. E por fim, e não menos importante, cabe destacar as coxas da asa de frango para comer à moda John, com a mão mesmo.

Com um cardápio atualizado e nada estático, o John se abre cada vez mais para o novo, embora não perca o gosto pelos clássicos. Um camarada que já tem amigos fiéis e que, depois de rodar o mundo, trouxe sua mistura de referências para ser o esquenta, o happy hour ou só o companheiro de todas as horas mesmo para seus frequentadores.

Serviço:

John Bar Ponto
Onde: Rua Osvaldo Cruz, 1298 – Aldeota
Quando: Seg a sex 11h às 15h (almoço executivo)
Ter a dom 17h a 00h (Bar)
Facebook: John Bar.

Colaboradores

Felipe Gomes

Felipe Gomes

Ver Perfil

Soube desde de cedo que iria ser jornalista. Ainda é quase. Com as histórias de uma Fortaleza de outros tempos, contadas pela bisavó, aprendeu a ouvir. Entrou na faculdade para falar de coisas. Vai sair querendo falar de pessoas. Valoriza o olho no olho, admira o cinema francês e adora música.

Igor de Melo

Igor de Melo

Ver Perfil

É fotógrafo profissional desde 2008. Já passou pela fotografia de esportes, cobertura social, fotojornalismo, publicidade, documental e autoral. Continua em todas. É apaixonado por esportes de ação, tatuagens, retratos e pessoas. Crê que vai conseguir contar as histórias que quer, surfar na Indonésia e viajar com a esposa.

Comentários

Quer conhecer mais histórias como esta?


Cadastre seu email abaixo para receber matérias, novidades, eventos, e outras informações na sua caixa de email.

fechar