Vós

menu
Vós na Praça

Vós na Praça e uma pausa pra cuidar da saúde

Por Leilane Freitas, Igor de Melo

Acredita em Vós

04.jul
2017

Mais uma vez as ruas, em volta da Praça Portugal, foram fechadas para os carros e abertas pra gente. Vós na Praça trouxe uma noite cheia de apresentações artísticas, feirinha de moda e decoração, food trucks e diversas atividades para toda a família. Teve gente vindo dos mais diversos bairros da cidade para acompanhar essa noite de festa, bem no coração da Aldeota.

No Espaço Saúde da Unimed Ceará, montado no entorno da praça, teve aula de zumba que agitou idosos, adultos e crianças. Popular nas academias da cidade, a atividade aeróbica é uma combinação de ritmos latinos como salsa, samba, merengue e outros estilos musicais como hip hop, pop e funk. Com cerca de 40 minutos de duração, chega a queimar até 1000 calorias. É só acompanhar os passos do professor e entrar no ritmo da música.

Alana Diniz, 26, voltou a fazer atividade física há cerca de um mês. “Eu adoro dançar e já faço zumba. A aula é bem diversificada, os movimentos mudam constantemente, por isso que eu gosto tanto”. Ela e a amiga Mykaely Costa, 16, estavam de passagem pela praça e resolveram ficar para aproveitar as atividades oferecidas no Espaço Saúde. Com o suor escorrendo no rosto, ambas estavam satisfeitas com a aula que acabara de terminar.

Rosielma Sousa também não descuida da saúde. Aos 59 anos e se recuperando dos sintomas da Chikungunya, não pôde participar da zumba, apesar de adorar dança. Mas aproveitou a oportunidade para checar a saúde. Verificou peso, altura, pressão arterial e índice de massa corporal. “Tá tudo dentro do esperado, só mesmo o peso que está um pouco acima e vou ter que cuidar”.

Entre outros serviços oferecidos, a balança multifuncional de medição foi o mais procurado e quem fazia as medidas recebia uma pulseirinha com o número para participar do sorteio de uma bicicleta no fim da noite.

Rosielma esteve na primeira edição do evento em dezembro do ano passado e ressalta a importância da iniciativa. “Acho importante essas ações porque tem gente que não sabe o que tá acontecendo consigo, que pode estar com os índices alterados, acima do limite e essa é uma forma de checar essas coisas. Eu vou sempre ao médico e acompanho meus resultados, mas tem gente que vem aqui e é surpreendido.”

Colaboradores

Leilane Freitas

Leilane Freitas

Ver Perfil

Já se aventurou pelo mundo do teatro e da dança. Escrevia no jornal da escola mas ainda não sabia que escolheria isso como profissão. Acredita no jornalismo como uma maneira de mostrar o lado positivo dos pequenos detalhes da vida. Procura enxergar coisas boas em tudo, mesmo nas piores intenções. Decidiu escrever porque, aparentemente, falar sozinha não parece ser coisa de gente em sã consciência.

Igor de Melo

Igor de Melo

Ver Perfil

É fotógrafo profissional desde 2008. Já passou pela fotografia de esportes, cobertura social, fotojornalismo, publicidade, documental e autoral. Continua em todas. É apaixonado por esportes de ação, tatuagens, retratos e pessoas. Crê que vai conseguir contar as histórias que quer, surfar na Indonésia e viajar com a esposa.

Comentários

Quer conhecer mais histórias como esta?


Cadastre seu email abaixo para receber matérias, novidades, eventos, e outras informações na sua caixa de email.

fechar