Vós

menu
Guia

[Guia do Caldim] - 5 caldos imperdíveis em Fortaleza

Por Portal Sabores, Igor de Melo, Dalila Castro, Felipe Gomes
11.nov
2016

Seja depois daquela festa, como um “cura ressaca”, seja para um jantar mais leve, o caldo é uma das preferências do fortalezense. Servido principalmente em padarias por aqui, as lanchonetes e restaurantes há muito também fizeram questão de adicionar o caldo em seus cardápios. Tem cearense que não vive sem, né? Ainda mais com um pãozinho francês ou torrada para embeber… Para quem ama um caldinho ou sopa que nem a gente, fizemos questão de selecionar algumas das melhores opções da capital: confere cinco dicas de caldo em Fortaleza… Aproveita!

Brazão

Tradicional na Praia de Iracema, o restaurante Brazão tem um cardápio variado, com bom custo e benefício, indo do churrasco aos frutos do mar. Os visitantes também veem no Brazão um point pós-balada muito bacana: a casa fica aberta das 10h até as 5h da madrugada. Ou seja, dá para matar a fome após a festança ou até prevenir a ressaca com bons caldos e sopas quentes.

Carne, peixe, feijão preto (carro chefe, com um cheirinho de feijoada), feijão mulatinho e canja de galinha compõem o leque de opções. A porção é individual. Pra acompanhar, a casa oferece junto torradas de alho e queijo coalho, bom para misturar e dar aquela molhadinha no caldo.

Rua João Cordeiro, nº 43, Praia de Iracema
Funciona todos os dias, das 10h às 5h.
Telefone: (85)3219-9795

Casa da Sopa

Já foi eleita mais de cinco vezes como “a melhor sopa” da cidade pela Veja Comer & Beber e é o point para quem gosta de uma comida leve. Localizada na Pereira Filgueiras, a Casa da Sopa funciona desde 2009 em Fortaleza.

Entre os sabores mais pedidos, camarão, cebola com brócolis e legumes compõem o trio preferido, nas quantidades de 300 ml e 500 ml. Tem também outros sabores, como caldo de carne, feijão e a clássica canja de galinha. Para quem quer degustar estas opções apenas como entrada, a casa tem pratos que vão da moqueca de arraia com arroz até a panelada. Cerveja gelada para acompanhar fecha uma visita pra lá de saborosa.

Rua Pereira Filgueiras, 1214, Meireles
Funciona de segunda a sábado, das 15h às 21h.
Telefone: (85) 3226-9278

Chico do Caranguejo

A gente já adianta: o foco aqui não é ser leve. O mais bacana no Chico do Caranguejo é o fato de servir a iguaria que dá nome à casa em todos os dias de funcionamento, e não só às quintas-feiras, como é tradicional na cidade. O caranguejo rende um caldo espetacular, com legumes bem cortados e leite de coco (como não poderia deixar de ser!). Para quem curte um bom caldo de caranguejo, o Chico é a parada certa, por sempre ofertar essa delícia, “faça chuva ou faça sol”. Vem bem apurada e com um aroma que logo remete àquela comidinha de barraca de praia.

Quem quer algo além de cado pode pedir o kit que vem com três caranguejos, o arroz de camarão ou até a lagosta assada. A casa tem quatro unidades na cidade, o que facilita muito, dando a opção de buscar a mais próxima de você.

Barraca Chico do Caranguejo
Av. Zezé Diogo, 4945, Praia do Futuro
Fone: (85) 3262.0108

Chico do Caranguejo Sul
Av. Desembargador Gonzaga, 886, Cidade dos funcionários

Sede Luciano Cavalcante
Av. Norte, 2918, Luciano Cavalcante
Fone: (85) 3229.2562

Sede Água Fria
Av. Edilson Brasil Soares, 930, Bairro Água Fria
Fone: (85) 3023.2021

Costa Mendes Delicatessen

Na Costa Mendes tem tanta opção que, com os olhos, comemos de tudo um pouco. Pizzas, sanduíches, omeletes, crepes, sushis, salgados, tapiocas… A variedade é tamanha que o comensal precisa de alguns dias para experimentar de tudo. Como nosso assunto, por ora, é um bom caldinho, a opção que não pode deixar de ser experimentada é o caldo de feijão: na nossa modesta opinião, o melhor sabor da casa. Tem também a clássica canja de galinha. As opções costumam variar conforme o dia. Experimentar estes sabores com um bom pãozinho francês, para embeber na comida, torna tudo ainda mais perfeito…

Rua Professor Costa Mendes, 609, Montese, Fortaleza
Funciona todos os dias, das 5h30 às 22h30.
Telefone: (85) 3494-5050

Torteria di Maria

Para quem vive longe do eixo Meireles, Aldeota e Varjota, na Maraponga se localiza a Torteria di Maria, parada obrigatória para bons lanches, jantares e sobremesas no estilo das melhores padarias e lanchonetes da cidade. Coxinhas e empadinhas sempre estão à disposição, e o famoso chocolate quente de lá é a pedida perfeita para depois do lanche.

Como nosso assunto é caldo, a casa oferece os sabores consomê de camarão, consomê de peixe, abóbora com carne de sol e costelinha e canja. As opções são levinhas e muito gostosas (principalmente os consomês), com todo o calor, cheiro e sabor que um bom caldo tem que ter. Vale a pena dar aquela parada ou até se deslocar até lá para conhecer, nos casos de quem não mora perto. Bom apetite!

Av. Godofredo Maciel (Próximo ao Colégio Provecto)
Funciona todos os dias, das 14h às 22h.
Telefone: (85) 3484.1900

Gostou? Quer mais dicas de bons restaurantes na cidade? Conheça o Quer Ir Pra Onde?, guia gastronômico mais completo de Fortaleza.

Colaboradores

Portal Sabores

Portal Sabores

Ver Perfil

Portal Sabores, site de serviços e informações que dá dicas de restaurantes, lanchonetes, bares e serviços de delivery em Fortaleza. Tudo pra você ter a melhor experiência de navegação e, claro, gastronômica possível.

Igor de Melo

Igor de Melo

Ver Perfil

É fotógrafo profissional desde 2008. Já passou pela fotografia de esportes, cobertura social, fotojornalismo, publicidade, documental e autoral. Continua em todas. É apaixonado por esportes de ação, tatuagens, retratos e pessoas. Crê que vai conseguir contar as histórias que quer, surfar na Indonésia e viajar com a esposa.

Dalila Castro

Dalila Castro

Ver Perfil

É apaixonada por filmes que não são da sua época, roupas de brechós, discos imortais. Adora sentir a intensidade do vento e dos afetos nas noites da cidade, carregando sua bagagem de sotaques e histórias de todo o Brasil. Ela tem necessidade de movimento e, feito girassol, vai em direção a luz.

Felipe Gomes

Felipe Gomes

Ver Perfil

Soube desde de cedo que iria ser jornalista. Com as histórias de uma Fortaleza de outros tempos, contadas pela bisavó, aprendeu a ouvir. Entrou na faculdade para falar de coisas. Saiu querendo falar de pessoas. Valoriza o olho no olho, admira o cinema francês e adora música.

Comentários

Quer conhecer mais histórias como esta?


Cadastre seu email abaixo para receber matérias, novidades, eventos, e outras informações na sua caixa de email.

fechar