Vós

menu
Escondidinho

A nostalgia que não dá game over

Com Hamilton Games Por Jonathan Silva, Igor de Melo
21.maio
2019

Quem teve infância nos anos de 1990 não viveu indiferente à febre das locadoras de videogame. Consoles como Atari, Master System, Mega Drive e Super Nintendo eram predominantes entre crianças e adolescentes que passavam horas em frente aos antigos televisores de tubo. E ai de quem derrubasse o controle, pois aquela chance de finalizar Street Fighter reduzia em 10 minutos.

Hamilton Pontes viveu e trabalhou durante esse período. Técnico de videogames há 25 anos, foi convivendo com as gerações de games e gamers que ele percebeu uma brecha de mercado ainda não explorada. Uniu sua experiência na área com o sonho de ter um ponto gamer para fundar a loja que leva o seu nome: Hamilton Games.

Localizado há 14 anos na Bezerra de Menezes, o estabelecimento preenche todos os requisitos para ser um “point gamer”. Gradualmente, Hamilton foi acrescentando opções que atendessem a demanda dos jogadores. “Aqui é bem completo: tem assistência técnica, museu, produtos geek, retrô, locadora, fliperamas e, com tudo isso, acaba virando um point, onde a pessoa vem aqui e tem de tudo um pouco.”

Quatro torres com videogames antigos estão enfileiradas no centro da loja; fazem parte do museu. Da última geração aos modelos retrô, eles são posicionados de acordo com a ordem cronológica e tipo de aparelho (há uma torre só com portáteis).

Dos itens à venda, há videogames, jogos (do cartucho ao disco), controles, pôsteres, revistas, camisetas, chaveiros e demais artigos. Com uma oferta de produtos e serviços extensa, Hamilton gerencia o espaço junto de sua esposa e “player two” Maria Antonieta, que cuida da loja.

A identidade de assistência técnica especializada em modelos antigos e o museu estavam desbloqueados; faltava o resgate da experiência coletiva das locadoras. “Tive a oportunidade de trabalhar com isso [locadora] com um conhecimento vasto. E aí, em pouco mais de um ano, comecei com a ideia de voltar com a locadora.”

A sala atrás do balcão principal raramente fica vazia. Cada um dos sete televisores acompanha um videogame retrô. Super Nintendo, lançado em 1990, é de longe o mais presente. Segurando os controles (ou sendo “peru”, aquele que fica palpitando pelos cantos), jogadores na casa dos 20 a 30 anos ficam de olhos atentos nas partidas de Mario Kart, Bomberman ou Top Gear.

E entre essa comunidade de frequentadores foram surgindo disputas de games clássicos. “Nada melhor para chamar atenção do que a locadora e os campeonatos”, Hamilton admite. Os participantes combinam no Whatsapp o calendário de torneios, divididos em gêneros de games. Há um pódio reservado aos três primeiros colocados, assim como premiações: troféu, certificado, camisa e quadro.

Hamilton e Antonieta podem até conservar a parte física da cultura gamer, mas são os clientes e funcionários que inserem as lembranças: visitantes que trazem os filhos, pedidos aclamados de conserto de consoles e até festa de aniversário de 30 anos do Game Boy com direito a bolo temático e violinistas executando os temas mais lembrados.

*Fotos de arquivo da Hamilton Games

“Quando você vem para cá, o calor é muito diferente. Você vive, enxerga, vê e se lembra da época mesmo”, confessa o técnico, que teve como primeiro videogame um Atari comprado do próprio bolso. Se antes a ida à locadora era para “matar o verme”, hoje salva uma nostalgia que não cabe num cartão de memória.

SERVIÇO

Hamilton Games

Endereço: Av. Bezerra de Menezes, 1653, São Gerardo – Fortaleza/CE
Telefone: (85) 3223-4619
Facebook: @Hamiltongames
Instagram: @hamiltongameretro

Colaboradores

Jonathan Silva

Jonathan Silva

Ver Perfil

Garoto diferentão do Bom Jardim, entrou no Jornalismo com a intenção de escrever sobre música, uma paixão herdada da mãe. Hoje usa essa ferramenta para escrever sobre o cotidiano, a cidade, pessoas especiais, artes, fatos marcantes e a luta nossa de cada dia pela dignidade. Se não fosse jornalista, com certeza seria um astro insano do rock.

Igor de Melo

Igor de Melo

Ver Perfil

É fotógrafo profissional desde 2008. Já passou pela fotografia de esportes, cobertura social, fotojornalismo, publicidade, documental e autoral. Continua em todas. É apaixonado por esportes de ação, tatuagens, retratos e pessoas. Crê que vai conseguir contar as histórias que quer, surfar na Indonésia e viajar com a esposa.

Comentários

Quer conhecer mais histórias como esta?


Cadastre seu email abaixo para receber matérias, novidades, eventos, e outras informações na sua caixa de email.

fechar