Vós

menu
Histórias

Antes e depois do Mambembe

Com Inaja Cardoso e Luana Cauibe Por Lya Cardoso, Igor de Melo

Acredita em Vós

25.mai
2018

Mambembe, cigano
Debaixo da ponte, cantando
Por baixo da terra, cantando
Na boca do povo, cantando

Todo domingo Inaja Cardoso e Luana Caiube ouviam a mesma música de Chico Buarque na feira que acontecia no restaurante que funcionava ali antes, mas elas creditam também o futuro nome do lugar ao real significado da palavra: grupo teatral ambulante, pobre e de má qualidade, formado por atores amadores. “O Mambembe traz essa coisa do cigano, do andarilho circense. É feita mais ou menos, mas não é descaso não, é que é feita de uma maneira mais afetiva”.

O Mambembe começou sua história em abril de 2013 com o objetivo de reunir diversos movimentos – por isso, ele mesmo pode ser definido assim: Movimento Mambembe. E em todas as frentes. Além daquilo que oferece, o local passou por diversas modificações durante esses cinco anos de existência, inclusive de comando. As chefes de cozinha Inaja Cardoso e Luana Caiube são as comandantes da vez.

Originalmente, o Mambembe não nasceu para ser ponto das famosas baladas de sábado à noite. No início, seu codinome era ‘comida e outras artes‘ e a designação era levada a sério. “É como um filho. A gente sonha uma coisa e às vezes acaba descamando para outro lado, isso faz parte do processo de amadurecimento.”

E o espaço atraiu e acumulou tanta energia que as paredes não suportaram a mistura de tantas tribos e a rua começou a ser o principal palco da festa. “Ainda assim, as pessoas não dizem que vão para a Rua dos Tabajaras e sim para o Mambembe”, conta Inaja.

A força de resistência e permanência na Praia de Iracema

“Quando o Mambembe chegou, a Praia de Iracema estava desabitada. Tinha a Lupus Bier e o Piratas Bar, mas era outro movimento, não era muito a cidade, era algo turístico. A junção dos meninos foi um grito muito importante para esse trecho.” O espaço fez sucesso desde seu primeiro ano – de movimento e de público. “Acabou entrando no consciente das pessoas, eles voltaram a observar que ‘ah aqui é um local que eu posso ocupar.’” E assim o Mambembe se estabeleceu na cultura do fortalezense.

O restaurante do princípio nasceu com várias linguagens. “Tinha exposições, restaurantes, shows pontuais e música autoral”. O local foi, inclusive, um importante palco da música autoral da cidade. “Hoje eles estão colhendo os frutos que a gente plantou aqui no palco e se sente parte da história deles.”

“Foi no Mambembe que…” Essa é uma frase que as meninas sempre escutam. “Tem de pedido de casamento até o próprio casamento.” O Mambembe hoje colhe os frutos do que plantou quando resolveu se instalar na Praia de Iracema. “São sensações de muito acolhimento e reconhecimento. As pessoas sempre me tratam com um calor muito grande e de muita retribuição.”

Pelo seu poder de transformação do entorno e pela presença já permanente na rotina e história afetivas de Fortaleza, O Mambembe será um dos 13 locais a receber atividades do novo evento da Vós – o Plural -, uma iniciativa sobre economia criativa com foco em inovação e ocupação do espaço público, que visa a ocupação e a requalificação da Praia de Iracema e a troca de conhecimentos que beneficiem a cidade.

Para mais informações sobre o Plural, acesse:

Facebook/ Tunoplural
Instagram: @tunoplural

Serviço:

Plural
Dias 21 e 22 de Julho – Praia de Iracema
Facebook/ Tunoplural
Instagram: @tunoplural

Mambembe
Endereço: Rua dos Tabajaras, 368
Funcionamento: Sexta: 22h às 05h| Sábado 22h às 05h
Facebook/ Mambembe

Colaboradores

Lya Cardoso

Lya Cardoso

Ver Perfil

Organizar um evento é com ela, seja um aniversário ou um karaokê em sua casa. Acredita que a comunicação é a chave pra resolver vários problemas. Todo lugar tem uma história e merece ser contada. Libriana nata, está sempre em busca do equilíbrio.

Igor de Melo

Igor de Melo

Ver Perfil

É fotógrafo profissional desde 2008. Já passou pela fotografia de esportes, cobertura social, fotojornalismo, publicidade, documental e autoral. Continua em todas. É apaixonado por esportes de ação, tatuagens, retratos e pessoas. Crê que vai conseguir contar as histórias que quer, surfar na Indonésia e viajar com a esposa.

Comentários

Quer conhecer mais histórias como esta?


Cadastre seu email abaixo para receber matérias, novidades, eventos, e outras informações na sua caixa de email.

fechar