Vós

menu
Colunas

[Tem que conhecer] - O homem que biografa ruas

Com Emmanuel Montenegro Por Felipe Gomes, Igor de Melo
19.jan
2017

Existem certas ideias que conseguem ser tão simples e originais ao mesmo tempo, que quando a gente toma conhecimento delas sempre nos vem em mente uma pergunta: “Como eu não pensei nisso antes?”. O perfil Ruas Biográficas, do Instagram, é, certamente, um desses casos. O projeto consiste em pequenas biografias sobre as figuras que emprestam seus nomes para as ruas de Fortaleza. Uma iniciativa cheia de afetividade e que há anos rondava o imaginário do jornalista Emmanuel Montenegro.

No entanto, entre o primeiro estalo e a primeira curtida, muito se passou. Natural de Iguatu, Emmanuel chegou à Fortaleza aos 17 anos. Veio, como era de costume, para cursar o ensino médio e fazer uma faculdade. Acabou fazendo faculdades, no plural mesmo. Antes do Jornalismo, iniciou os cursos de Administração, Letras, Publicidade e Teatro – as três últimas em São Paulo, para onde se mudou depois que voltou do intercâmbio em Londres.

O saldo dessa verdadeira viagem por diferentes áreas foram muitos trancamentos – de disciplinas e cursos – e a certeza de que seu ofício maior era contar histórias. “No primeiro semestre de jornalismo, me apaixonei. Descobri o jornalismo literário e com ele a possibilidade de contar histórias de pessoas”.

Histórias de vida sempre foram, por sinal, sua principal matéria prima. A cidade e o passado sempre o acompanharam desde o “Caminhando e Escrevendo”, blog que mantinha nos tempos de faculdade, até a “Edições BPM”, empresa que abriu com objetivo de fazer biografias por encomenda. Foi justamente nas vésperas de concretizar a abertura do seu selo literário que surgiu o Ruas Biográficas.

“Há muito tempo, caminhando ali pela Praia de Iracema, eu vi uma placa comemorativa da gestão do Juraci Magalhães, na rua Arariuns. Achei a ideia bacana e quando tava pra lançar o Edições BPM, achei um bom projeto para começar o site. Fiquei na dúvida de como ia trazer isso. Imaginei que o Instagram fosse uma boa e é bem simples. Uma foto da placa e uma pequena biografia”.

O processo de pesquisa é intenso, normalmente entre 2 e 4 dias. Emmanuel lembra que, diferente do que se possa imaginar, é mais desafiador nos casos em que se tem muita informação sobre a personalidade a ser biografada, como no caso do Historiador Raimundo Girão. “Tinha tanta informação sobre ele, que selecionar e ver o que era verídico levou um tempo. Se eu não tiver certeza, de fonte segura, não posto”.

Hoje, o Ruas Biográficas ultrapassa a marca dos 2 mil seguidores e, mantendo a mesma simplicidade, se abre para colaborações como a que levou a uma série de postagens sobre as flores que dão nomes às ruas do bairro Cidade 2000 e mais recentemente, no Cocó, com sugestões de moradores do bairro que desejam conhecer as histórias de quem dá nome às ruas em que moram.

Já Emmanuel, segue com o celular pronto para tirar a foto de uma próxima placa de rua e com a disposição para se debruçar sobre os diferentes passados que se cruzam em nossas esquinas.

O que o Emmanuel mais gostou de fazer no @ruasbiografiacas:

E para o Emmanuel, você tem que conhecer:

Confira as dicas de perfis no Instagram que, assim como o @ruasbiograficas, lançam um olhar diferente sobre as cidades:

@calcadasp
@chaoqueeupiso
@casasdebh
@alemdarua
@lacosdarua

Colaboradores

Felipe Gomes

Felipe Gomes

Ver Perfil

Soube desde de cedo que iria ser jornalista. Com as histórias de uma Fortaleza de outros tempos, contadas pela bisavó, aprendeu a ouvir. Entrou na faculdade para falar de coisas. Saiu querendo falar de pessoas. Valoriza o olho no olho, admira o cinema francês e adora música.

Igor de Melo

Igor de Melo

Ver Perfil

É fotógrafo profissional desde 2008. Já passou pela fotografia de esportes, cobertura social, fotojornalismo, publicidade, documental e autoral. Continua em todas. É apaixonado por esportes de ação, tatuagens, retratos e pessoas. Crê que vai conseguir contar as histórias que quer, surfar na Indonésia e viajar com a esposa.

Comentários

Quer conhecer mais histórias como esta?


Cadastre seu email abaixo para receber matérias, novidades, eventos, e outras informações na sua caixa de email.

fechar